Georges-Pierre Seurat nasceu em Paris, 2 de dezembro de 1859 e faleceu também em Paris, 29 de março de 1891) foi um pintor e pioneiro do movimento pontilhista, também chamado divisionismo.

A personalidade artística de Seurat era contraposta por qualidades supostamente opostas e incompatíveis: de um lado, a sua sensibilidade extrema e delicada; do outro, uma paixão pela abstração lógica e uma precisão matemática da mente.

O seu maior trabalho, Uma Tarde de Domingo na Ilha de Grande Jatte (1884-1886), alterou a direção da arte moderna ao iniciar o Neo-impressionismo e é um dos ícones da pintura do século XIX.