Salvador Dali | A Persistência da Memória | Quadro Réplica | Canvas

Compre réplica de releitura da obra do quadro inspirado no estilo do artista Salvador Dali A Persistência da Memória, também chamada de The Persistence of Memory.

 

A reprodução da obra em canvas é em tela de pintura e o poster/gravura é em papel fotográfico sempre com imagens em alta definição em diversos tamanhos. Conheça agora e surpreenda-se como a arte deixa a decoração do ambiente incrível! Em até 12x e frete grátis.

 

Giclée é uma impressão de alta resolução que proporciona qualidade de museus e galerias, com tintas com durabilidade de 150 anos se conservada tirando pó com pano seco e sem incidência de umidade e luz solar. Essa técnica fine art consiste em reproduzir uma obra de arte com extrema qualidade, sensação 3D, a única diferença é que não existe o volume de tinta da pintura original.

 

Nossas gravura/pôsters são confeccionados em papel fotográfico de  gramatura 170g semi-brilho. E as telas decorativas em canvas são impressas em lona 100% algodão gramatura 400g que é  mesmo material que os artistas usam para pintar suas obras. É uma tendências que as pessoas estão procurando para decoração nos EUA e Europa por parecer uma pintura original.

 

Para quem deseja encher o lar de sofisticação e beleza, a dica da vez é este lindo Quadro Decorativo combina perfeitamente com todo tipo de decoração. 

Salvador Dali - A Persistência da Memória

R$ 90,00Preço
Material
Tamanho
  • A reprodução é entregue enrolada, sem acabamento dentro de um tubo para o cliente optar por painel ou emoldurá-la de acordo com a decoração.

     

  • A Persistência da Memória é uma pintura de 1931do artista Salvador Dalí e uma de suas obras mais conhecidas. Exibido pela primeira vez na Julien Levy Gallery em 1932, desde 1934 a pintura está na coleção do Museu de Arte Moderna (MoMA) na cidade de Nova York , que a recebeu de um doador anônimo. 
    A conhecida peça surrealista introduziu a imagem do relógio de bolso de fusão suave. Ela simboliza a teoria de Dalí de "suavidade" e "dureza", que era central em seu pensamento na época. É possível reconhecer uma figura humana no meio da composição, no estranho "monstro" (com muita textura perto do seu rosto, e muito contraste e tom na imagem) que Dalí usou em várias peças contemporâneas para representar ele mesmo - a forma abstrata se tornando uma espécie de autorretrato, reaparecendo freqüentemente em seu trabalho. A figura pode ser lida como uma criatura "desbotada", que frequentemente aparece em sonhos onde o sonhador não consegue identificar a forma e a composição exatas da criatura. Pode-se observar que a criatura tem um olho fechado com vários cílios, sugerindo que a criatura também está em estado de sonho. A iconografia pode se referir a um sonho que o próprio Dalí teve.O relógio laranja no canto inferior esquerdo da pintura é coberto de formigas. Dalí costumava usar formigas em suas pinturas como símbolo de decadência. Outro inseto presente na pintura é uma mosca, que fica no relógio que fica ao lado do relógio laranja. A mosca parece estar lançando uma sombra humana quando o sol a atinge. A Persistência da Memória emprega "a exatidão das técnicas de pintura realistas" para descrever imagens mais prováveis ​​de serem encontradas em sonhos do que em consciência desperta.As rochas escarpadas à direita representam uma ponta da península de Cap de Creus no nordeste da Catalunha. Muitas das pinturas de Dalí foram inspiradas nas paisagens de sua vida na Catalunha. A sombra estranha e sinistra no primeiro plano desta pintura é uma referência ao Monte Pani.

Os valores sofrem alterações devido ao material e tamanho

Produtos Relacionados

Não temos nenhum produto para mostrar no momento.

Não temos nenhum produto para mostrar no momento.

Não temos nenhum produto para mostrar no momento.

Não temos nenhum produto para mostrar no momento.

whatsapp logo.png